lista de correosrecibe automaticamente las actualizaciones a tu correosiguenos en tuitersiguenos en facebook

enlaceZapatista

Palabra del Ejército Zapatista de Liberación Nacional

Abr092017

Comunicado conjunto do CNI e do EZLN denunciando a repressão contra a comunidade Purépecha de Arantepacua, Michoacán.

Comunicado conjunto do CNI e do EZLN denunciando a repressão contra a comunidade Purépecha de Arantepacua, Michoacán.

 

À Comunidade Purépecha de Arantepacua, Michoacán,

Aos meios alternativos de comunicação,

Aos povos do mundo.

 

O Congresso Nacional Indígena, os povos, nações e tribos que o conformamos, manifestamos nossa indignação pelo covarde ataque do mau governo contra a comunidade purépecha de Arantepacua, Michoacán, nos dias 4 e 5 de abril do presente ano.

Enquanto uma comissão de companheiros buscava ter diálogo numa mesa com o mau governo do estado de Michoacán, o governador Silvano Aureoles Conejo os traiu. Primeiro obstruindo-lhes o caminho com a tropa de choque e dezenas de caminhões quando se dirigiam a Morelia para tentar chegar a acordos que derivem na resolução de um difícil conflito agrário. Despois, enquanto a comissão mantinha uma negociação com o governo, quando numerosos contingentes da Polícia de Michoacán e da Polícia Ministerial do Estado atacaram junto com forças federais à comunidade, semeando o terror, entrando nas casas para prender aos companheiros e abrindo fogo indiscriminadamente, arrebatando a vida de três companheiros de Arantepacua:

  • José Carlos Jiménez Crisóstomo (25 anos)
  • Luis Gustavo Hernández Cuenete (15 anos)
  • Francisco Jiménez Alejandre (70 anos aproximadamente).

 Além disso houve uma quantidade não precisa de feridos, dos quais dois se encontram graves, enquanto que 38 companheiros foram detidos pelo governo de Michoacán no dia 4 de abril e outros 18 no dia 5 de abril, acusados de delitos fabricados para criminalizar a exigência de seus direitos.

Irmãos e irmãs de Arantepacua, sua dor pelo assassinato dos companheiros é nosso. Lutamos pois temos a certeza de que o castigo aos culpáveis surgirá da dignidade, a resistência e a rebeldia de nossos povos. Semear verdade e justiça em meio a destruição que nos trazem os poderosos é o que sabemos fazer os povos.

Os maus governos pensam que espalhando o terror nos territórios indígenas de Michoacán, e em grande parte da geografia nacional, é como vão calar os povos e sua palavra, mas isso não passará, pois a palavra que hoje gritam em coletivo os povos originários nasce justamente da indignação, do cansaço e da decisão de não deixar-se matar, despojar, dividir ou comprar.

Nos pronunciamos junto com a assembleia comunal de Arantepacua por:

  1. Que cesse de imediato a escalada repressiva contra de Arantepacua e das comunidades purépechas da região.
  2. A liberdade imediata dos companheiros detidos pelo mau governo.
  3. Justiça para as vítimas da covarde agressão e reparação de todos os danos causados.
  4. Castigo ao governador Silvano Aureoles e a todos os responsáveis, materiais e intelectuais, dos crimes cometidos.
  5. Que sejam retiradas as forças policiais e militares de Arantepacua, pois enquanto estejam presentes não cessará a perseguição contra os companheiros.

Atenciosamente

6 de abril de 2017

 

Justiça para Arantepacua

Justiça para o Povo Purépecha

Pela Reconstituição Integral de Nossos Povos

Nunca Mais Um México Sem Nós

Congresso Nacional Indígena

Exército Zapatista de Libertação Nacional

 

Share

No hay comentarios »

No hay comentarios todavía.

RSS para comentarios de este artículo.

Deja un comentario

Notas Importantes: Este sitio web es de la Comisión Sexta del EZLN. Esta sección de Comentarios está reservada para los Adherentes Registrados y Simpatizantes de la Sexta Declaración de la Selva Lacandona. Cualquier otra comunicación deberá hacerse llegar por correo electrónico. Para evitar mensajes insultantes, spam, propaganda, ataques con virus, sus mensajes no se publican inmediatamente. Cualquier mensaje que contenga alguna de las categorías anteriores será borrado sin previo aviso. Tod@s aquellos que no estén de acuerdo con la Sexta o la Comisión Sexta del EZLN, tienen la libertad de escribir sus comentarios en contra en cualquier otro lugar del ciberespacio.


Archivo Histórico

1993     1994     1995     1996
1997     1998     1999
2000     2001     2002     2003
2004     2005     2006
2007     2008     2009     2010
2011     2012     2013
2014     2015     2016     2017

Comunicados de las JBG Construyendo la autonomía Comunicados del CCRI-CG del EZLN Denuncias Actividades Caminando En el Mundo Red nacional contra la represión y por la solidaridad Artículos