lista de correosrecibe automaticamente las actualizaciones a tu correosiguenos en tuitersiguenos en facebook

enlaceZapatista

Palabra del Ejército Zapatista de Liberación Nacional

Jun102013

Organizações Indígenas e o EZLN criam a cátedra “Tata Juan Chávez Alonso” no primeiro aniversário de sua ausência.

Organizações Indígenas e o EZLN criam a cátedra “Tata Juan Chávez Alonso” no primeiro aniversário de sua ausência

CÁTEDRA ITINERANTE “TATA JUAN CHÁVEZ ALONSO”
Junho de 2013

Somos os índios que somos, somos povos, somos índios. Queremos seguir sendo os índios que somos; queremos seguir sendo os povos que somos; queremos seguir falando a língua que nos falamos; queremos seguir pensando a palavra que pensamos; queremos seguir sonhando os sonhos que sonhamos; queremos seguir amando os amores que nos damos; queremos ser já o que somos; queremos já nosso lugar; queremos já nossa história, queremos já a verdade. Juan Chávez Alonso. Palavras no Congresso da União, Março de 2001. México.

Irmãos e irmãs:
Companheiras e companheiros:
Esta é a palavra de um grupo de organizações indígenas, povos originários e do EZLN. Com ela queremos trazer ao nosso lado a memória de um companheiro.
A um ano da sua ausência, com sua recordação como companhia, damos um passo mais na larga luta por nosso lugar no mundo.
Juan Chávez Alonso é seu nome.
Do seu passo fomos e somos caminho.
Com ele, o purépecha fez-se caminhante dos povos que deram origem e sustentam estas terras.
Tata foi, e é, das pontes que com outros levantamos para ver-nos e reconhecer-nos no que somos e em onde somos.
Seu coração foi e é o alto assento desde onde os povos originários do México olhamos ainda que não sejamos olhados, falamos ainda que não sejamos escutados, e resistimos, que é como nós caminhamos a vida.
Seu passo e sua palavra buscaram sempre fazer eco e voz elevada das dores e humilhações do México do porão.
O Congresso Nacional Indígena é uma das grandes casas que suas mãos ajudaram a construir.
A luta pelo reconhecimento dos direitos e a cultura indígena tem nele, na sua memória, razão e motor para perseverar.
Longe do pêsame passageiro e do rápido esquecimento frente a sua ausência, um grupo de organizações e povos originários buscamos a forma de alargar seu passo conosco, de levantar sua voz com a nossa, de aumentar o coração que com ele somos.
Nós, o coletivo cor da terra que somos, acordamos em nossos coração e pensamento, levantar, junto com o nome e história deste irmão e companheiro, um espaço em que seja escutada, sem intermediários, a palavra dos povos originários do México e do Continente que chamam “americano”.
E pensamos nomear este espaço como “Cátedra Tata Juan Chávez Alonso”, para sublinhar o muito que têm para ensinar nossos povos originários nos calendários de dor que sacodem todas as geografias do mundo. Aqui poderemos escutar as lições de dignidade e resistência dos povos originários da América.
Pensada como um esforço de continuação do Primeiro Encontro de Povos Indígenas da América, celebrado no mês de Outubro de 2007 em Vicam, Sonora, no território da Tribo Yaqui, a cátedra “Tata Juan Chávez Alonso” celebrará suas sessões em distintos pontos da América originária em todo o continente, conforme a geografia e o calendário que vão acordando quem convocar e quem aderir em sua oportunidade.
Seu objetivo não é outro que levantar uma tribuna na qual os povos originários do continente sejam escutados por quem tenha ouvido atento e respeitoso para sua palavra, sua história e sua luta de resistência.
Organizações indígenas, representantes e delegados dos povos, comunidades e bairros originários, serão quem tomarão a palavra.
Como inauguração dessa tribuna, se realizará a

PRIMEIRA SESSÃO DA
CÁTEDRA ITINERANTE “TATA JUAN CHÁVEZ ALONSO”

Na que diferentes organizações, comunidades e povos originários falarão com voz própria das suas histórias, dores, esperanças e sobretudo da sua luta de resistência.
Com as seguintes bases:
1.- A primeira sessão da Cátedra “Tata Juan Chávez Alonso” levar-se-á a cabo a partir dos dias sábado 17 e domingo 18 de agosto de 2013, nas instalações do CIDECI em San Cristóbal de Las Casas, Chiapas, México.
2.- As organizações que convocam constituem-se desde agora na Comissão Organizadora para convidar a participar a mais povos originários e para acordar todo o referente ao método desta primeira sessão.
3.- A Comissão Organizadora convidará especialmente a organizações, grupos e pessoas que vem acompanhando a luta dos povos originários de maneira constante.
4.- Nesta primeira sessão participarão com sua palavra os que agora convocam e as organizações e povos originários do México e do continente americano convidados pela Comissão Organizadora.
5.- As sessões são abertas ao público em geral.
6.- Mais informações sobre o calendário e horário de participações, será dado a conhecer em sua oportunidade pela Comissão Organizadora.
No mesmo marco da Cátedra “Tata Juan Chávez Alonso” e com seu olhar como horizonte, as organizações indígenas e povos originários participantes reunir-se-ão aparte para propor, com uma convocação mais ampla ainda, o relançamento do Congresso Nacional Indígena no México, e fazer um chamado conjunto aos povos originários do Continente para restabelecer nossos encontros.
Pelo reconhecimento e respeito dos direitos e da cultura indígenas.
CONVOCAM:
Nación Kumiai.
Autoridades Tradicionales de la Tribu Yaqui.
Tribu Mayo de Huirachaca, Sonora.
Consejo Regional Wixárika en Defensa de Wirikuta.
Comunidad Coca de Mezcala.
Radio Ñomndaa de Xochistlahuaca, (Pueblo Amuzgo), Guerrero.
Comunidad Zoque en Jalisco.
Organización de Comunidades Indígenas y Campesinas de Tuxpan (Pueblo Nahua), Jalisco.
Comunidad Nahua en Resistencia de La Yerbabuena, en Colima.
Colectivo Jornalero de Tikul (Pueblo Maya Peninsular), Yucatán
Comunidades Purépechas de Nurío, Arantepacua, Comachuén, Urapicho, Paracho, Uruapan, Caltzontzin, Ocumicho.
Comuneros Nahuas de Ostula.
Comunidad Nahua Indígena de Chimalaco, en San Luis Potosí.
La Otra indígena Xilitla (pueblo Nahua).
Comunidad Mazahua de San Antonio Pueblo Nuevo, Edomex.
Comunidad Ñahñu de San Pedro Atlapulco, Edomex.
Centro de Producción Radiofónica y Documentación Comunal de San Pedro Atlapulco (Pueblo Ñahñu), Edomex.
Comunidad Nahua de San Nicolás Coatepec, Edomex.
Ejido Nahua de San Nicolás Totolapan, DF.
Comuneros Nahuas de San Pedro Atocpan, DF.
Mujeres y Niños Nahuas de Santa Cruz Acalpixca, DF.
Mazahuas en el DF.
Centro de Derechos Humanos Rafael Ayala y Ayala (Pueblos Nahua y Popoluca), de Tehuacán, Puebla.
Asamblea Popular Juchiteca (Pueblo Zapoteco), Oaxaca.
Fuerza Indígena Chinanteca “KiaNan”.
Consejo Indígena Popular de Oaxaca-Ricardo Flores Magón, (Pueblos Zapoteco, Nahua, Mixteco, Cuicateco), Oaxaca.
Comité de Bienes Comunales de Unión Hidalgo, (Pueblo Zapoteco) Oaxaca.
Unión Campesina Indígena Autónoma de Río Grande (Pueblo Chatino y Afromestizo), Oaxaca.
La Voz de los Zapotecos Xichés en Prisión, Oaxaca.
Temazcal Tlacuache Tortuga de la comunidad de Zaachilá, (Pueblo Zapoteco), Oaxaca.
Colonia Ecológica la Minzita, (Pueblo Purépecha), Morelia, Michoacán.
Colectivo Cortamortaja de Jalapa del Marqués (Pueblo Zapoteco), Oaxaca.
Radio Comunitaria Totopo de Juchitán (Pueblo Zapoteco), Oaxaca
CIDECI-UNITIERRA, Chiapas.
CCRI-CG del Ejército Zapatista de Liberación Nacional (Pueblos Tzeltal, Tzotzil, Chol, Tojolabal, Zoque, Mame y Mestizo), Chiapas.

México, Junho 2 de 2013

—————————————-
Escuta e veja os vídeos que acompanham este texto:
Em memória de Don Juan Chávez Alonso. Realizado pela Cooperativa de Condimentos para a Ação Cinematográfica.

—————————————-
O Comandante Guillermo, apresenta a Don Juan Chávez Alonso no Festival da Digna Raiva, na CIDECI, San Cristóbal de Las Casas, Chiapas, México.

—————————————-
Baile tradicional “Os velhinhos”, interpretam moradores da Casa do Estudante Lênin, de Michoacán, México.

***********************
Traducción de Patricia de Brasil
***********************

Share

No hay comentarios »

No hay comentarios todavía.

RSS para comentarios de este artículo. TrackBack URL

Deja un comentario

Notas Importantes: Este sitio web es de la Comisión Sexta del EZLN. Esta sección de Comentarios está reservada para los Adherentes Registrados y Simpatizantes de la Sexta Declaración de la Selva Lacandona. Cualquier otra comunicación deberá hacerse llegar por correo electrónico. Para evitar mensajes insultantes, spam, propaganda, ataques con virus, sus mensajes no se publican inmediatamente. Cualquier mensaje que contenga alguna de las categorías anteriores será borrado sin previo aviso. Tod@s aquellos que no estén de acuerdo con la Sexta o la Comisión Sexta del EZLN, tienen la libertad de escribir sus comentarios en contra en cualquier otro lugar del ciberespacio.


Archivo Histórico

1993     1994     1995     1996
1997     1998     1999
2000     2001     2002     2003
2004     2005     2006
2007     2008     2009     2010
2011     2012     2013
2014     2015     2016     2017

Comunicados de las JBG Construyendo la autonomía Comunicados del CCRI-CG del EZLN Denuncias Actividades Caminando En el Mundo Red nacional contra la represión y por la solidaridad Artículos