lista de correosrecibe automaticamente las actualizaciones a tu correosiguenos en tuitersiguenos en facebook siguenos en youtube

enlaceZapatista

Palabra del Ejército Zapatista de Liberación Nacional

Ene162013

Não @s conhecemos?

EJÉRCITO ZAPATISTA DE LIBERACIÓN NACIONAL. MÉXICO. 29 de Dezembro de 2012.

A quem corresponda lá em cima:

“Crêem que estão com o bando ganhador… assim que, além de traidores, são idiotas. ”
Tyrion Lannister em Canção de Gelo e Fogo. Tomo II: “Choque de Reis”. George R.R. Martin.

” —Um leitor vive mil vidas antes de morrer —disse Jojen—. Aquele que nunca lê vive somente uma.”
Jojen Reed em Canção de Gelo e Fuego. Tomo V: “Dança de Dragões”. George R.R. Martin. (Jojen Reed aparecerá na terceira temporada da série de HBO “Jogos de Tronos”. O personagem será interpretado por Thomas Brodie-Sangster. Nota elucidada por Marquitos Espalhador).

“—Se alguém desenha em si mesmo um alvo no peito —disse Tyrion depois de sentar-se e beber um gole de vinho— tem que ser consciência de que tarde ou cedo lhes vão a soltar flechas.”

“—A todos nos faz falta que nos enganemos, de vez em quando, Lord Mormont —replicou Tyrion encolhendo os ombros—. Ao contrário, começamos a nos tomar demasiadamente sérios.”
Tyrion Lannister con os mandatos de Guarda da Noite. Em “Canção de Gelo e Fogo”, Tomo I: “Jogo de Tronos”.

“Que se acabem os bonitos / mais vale feio e saboroso / que ser bonito e baboso”
Botellita de Jerez.

Damas e cavaleiros?

Quando vimos a nota pensamos que era uma inocente carta de 28 de dezembro, mas vimos que está datada o 24 do mesmo mês.

Será que não nos conhecemos? Mmh… mmh… vejamos:

Enrique Peña Nieto. Nasceu em Atlacomulco, Estado do México? Não é o parente de Alfredo Del Mazo e Arturo “mãs largas” Montiel?

Não é quem ditou, conluiado ao governo municipal perredista de Texcoco, a remoção dos floristas e a apreensão do dirigente da Frente dos Povos em Defesa da Tierra, Ignacio del Valle, em maio de 2006?

Não é quem lançou a seu cachorro de isca e delinquente, Wilfrido Robledo Madrid, para atacar o povoado de San Salvador Atenco e ordenou seus policiais à agressão sexual contra as mulheres? Não é o assassino intelectual de Javier Cortés e Alexis Benhumea? Não foi a Suprema Corte de Justiça da Nação a que ditou que os 3 níveis de governo (observem: governo federal: PAN; governo estatal: PRI; governo municipal: PRD) sim implicavam em violações graves às garantias individuais da população?

Não é quem fez um trágico ridículo com o caso da menina Paulette, mais conhecido como “o caso del colchão assassino”?

Não é quem de jactou da violência policíaca em San Salvador Atenco e com sua atitude soberba, esquecendo que estava frente a frente com jovens críticos e não um set de televisão, desde seu posto de comando localizado no banheiro da Ibero, ordenou caluniar aos incorfomados e detonou assim o
movimento juvenil-estudantil depois conhecido como #yosoy132?

Não é aquele que, como primeiro ato de governo, e agora em couio com o governo perredista do DF, ordenou a repressão contra as manifestações de 1 de dezembro deste ano e que derivou na detenção, tortura e encarcelamento de inocentes?

Não é aquele que não leu bem nem o teleprompter que o acompanha ainda antes do golpe de Estado midiático de 1 de julho de 2012?

Não é aquele quem agora quer esconder-se atrás das saias da suposta parentagem do reiterado defunto, como se de uma telenovela chinfrim se tratasse?

Ouçam, e já que estamos neste tema de telenovelas, qual será a moda moda sexenal? Digo, com Echeverría foram goiabas; com López Portillo, as águas frescas; com De la Madrid, o cinza rata; com Salinas de Gortari, o prozac; com Zedillo, os maus chistes; com Fox, as ocorrências; com Calderón, o sangue… e com Peña Nieto? ”Amores verdadeiros”? Fuiiii… já de plano.

Bem, perdão, sigamos com nosso desconhecimento:

Emilio Chuayffet Chemor. Não foi chefe de Enrique Peña Nieto e seu “mestre”? Não foi Secretário de Governo com Ernesto Zedillo? Não é o tontinho que, em 1996, disse à Cocopa que o governo federal aceitava sua iniciativa de lei e que na cruamente se retratou? Não foi um dos responsáveis intelectuais do massacre de Acteal em dezembro de 1997? Não foi o que quis impor a moda dos == “copetitos coquetos” ==entre os priístas e o único que o secundou foi o então pupilo Enrique Peña Nieto?

Pedro Joaquín Coldwell. Não era comissionado governamental para a paz em Chiapas quando ocurreu o massacre de Acteal e ficou calado e seguiu recebendo por não fazer nada?

Rosario Robles Berlanga. Não foi a chefa de governo do DF pelo PRD? Não se jactou da repressão que sua polícia empreendeu várias vezes contra os jovens estudantes da UNAM, na greve de 1999-2000? Não foi quem, presidindo o PRD, vendeu em todos os sentidos o seu partido? Não é agora a encarregada de brigar aos/às Bejarano com o corporativismo no DF e em toda a república?

Alfonso Navarrete Prida. Não foi quem encobriu primeiro o ajuste de contas do crime organizado que derivou no assassinato de Enrique Salinas de Gortari (psss, levam-se pesadamente entre vocês, hein?) e logo exonerou a Arturo “maõs largas” Montiel?

Miguel Ángel Osorio Chong. Não foi acusado de desviar fundos governamentais ao PRI? Não foi aberto na PGR uma averiguação prévia PGR/SIEDO/UEIDORPIFAM/185/2010 por vínculos com a organização criminosa “Los Zetas”? (Ah, mudança de estratégia no combate ao narcotráfico?)

(Ops, estou vendo agora que um dos irmãos da subsecretaria de Imigração, População e Assuntos Religiosos, da Secretaria de Governo a cargo do senhor Osorio Chong, não tem uma senão várias averiguações prévias -várias delas com o selo de “cancelada por ausência do indiciado”, logo outro selo de “sempre não está morto”, e logo outro de “pois resulta que sim está bem morto”, e assim… mmh… 18 vezes. O último selo de “capaz que por aí anda o condenado” é de 21 de dezembro de 2012, e uma nota escrita a mão que diz “ativação pendente, esperar indicações de CSG.”… mmh… o que será que quer dizer essas iniciais? Tambén mudaram o nome a PGR? Ao fim, avisem ao == tampiquenho == não?).

Claro, vocês me dirão que não, estas pessoam mandam, que em realidade é Carlos Salinas de Gortari quem dita à Enrique Peña Nieto o que deve-se fazer (ah!, o que seria deste país se não houvesse sido inventado o teleprompter?).

Ok, ok, ok. Carlos Salinas de Gortari. Não é aquele que saqueou como nenhum outro as riquezas nacionais durante seu mandato? (sim, já sei que todos são uns ladrões, mas digamos que há amadores e professionais). Não é aquele quem devastou o campo mexicano com suas reformas ao artigo constitucional 27? Não é aquele pelo qual amargamos o brinde de ano novo na madrugada de 1994? Não é quem viu destroçados seus sonhos ditatoriais por uns rifles de madeira? Não é quem mandou assassinar a Luis Donaldo Colosio Murrieta? Não é quem fez o ridículo com sua greve de fome em 1995? Não é quem, no último 21 de dezembro, perguntaca frenético pelo telefono vermelho: “Que dizem?, que dizem?” e quem sentiu um calafrio em suas costas quando o responderam: “nada, estão em absoluto silêncio”?

Tod@s vocês, não são o/as que sempre optaram pela violência por cima do diálogo?

Aquel@s que sempre recorrem à força quando não têm razão?

Aquel@s que fizeram escola de corrupção e ruindade em todos os partidos políticos?

Não são os que têm se negado a cumprir os Acordos de San Andrés que significariam o reconhecimento constitucional dos direitos e as culturas indígenas, e acabariam com as remoções disfarçadas de mineradoras, aquadutos, presas, balneários, rodovias, fracionamentos?

Não são vocês quem, junto com seus companheir@s da classe política, se parecem a esses assessores de segurança que, nos grandes edifícios, tratam de convencer aos inquilinos dos andares medianos, altos e a cobertura, de que não correm perigo enquanto dinamitan os pisos abaixo, a planta baixa e o sotão? Por certo, há alguém que acredite?

Vocês, que tantas vezes me mataram, declaram morto, extinto, defunto, finado, cadáver, desaparecido, derrotado, vencido, rendido, comprado, aniquilado, pensam que alguém vai acreditar em vocês quando seja verdade que, como no amor, em corpo e alma me entreguei à morte e seja só um pouco mais de terra na terra?

Se responderam “não” a qualquer das perguntas, então têm razão: não os conhecemos.

Desde as montanhas do Sudoeste Mexicano.

Subcomandante Insurgente Marcos.
México, Dezembro de 2012.

P.D. QUE REITERA.- Já sei que já sabem, mas convém que o recordem: não temos medo de vocês. Ah, e não somos os únicos.

P.D. QUE, GENEROSA, OFERECE AOS MAUS GOVERNOS UM MANUAL DE 10 PASSOS (observem: de fácil leitura, não espantem-se), PARA IDENTIFICAR A UM/A ZAPATISTA E SABER SE PODE DIZER OU NÃO QUE “SE TÊM CONTATOS COM O EZLN”:

1.- Se pede dinheiro ou projetos a qualquer dos 3 níveis de governo, NÃO É ZAPATISTA.
2.- Se estabelece um canal de comunicação direto sem anunciá-lo antes publicamente, NÃO É ZAPATISTA.
3.- Se pede para falar ou fala diretamente com qualquer dos 3 níveis de governo sem anunciá-lo antes publicamente, NÃO É ZAPATISTA.
4.- Se quer um cargo, nomeação, homenagens, prêmios, etc., NÃO É ZAPATISTA.
5.- Se tem medo, NÃO É ZAPATISTA.
6.- Se vende a si mesm@, rende-se ou submete-se, NÃO É ZAPATISTA.
7.- Se toma a si mesm@ muito a sério, NÃO É ZAPATISTA.
8.- Se não provoca calafrios ao vê-l@, NÃO É ZAPATISTA,
9.- Se não dá a sensação de que diz mais com o que cala, NÃO É ZAPATISTA.
10.- Se é um fantasma dos que se desvanecem, NÃO É ZAPATISTA.

P.D. QUE SE DESCULPA.- Oh, sei que esperavam algo mais sério e formal. Mas, não é o estilo e tom desta missiva melhor “prova de vida” que uma foto ou um vídeo, até mais que a assinatura?

A P.D. LHE ENTREGA UM HAIKU DE MARIO BENDETTI AO SUPMARCOS: “não quero ver-te / pelo resto do ano / ou seja até a terça”.

::::
Tradução para o português, flor da palavra.

Share

1 Comentario »

  1. Caro(a)s companheiro(a)s:
    É muito bom saber que nesse mundo dominado pelo capital e berçário de uma sociedade mentirosa,consumista e prazerosa de ter,existem pessoas que não se rendem às suas ilusões.
    Pessoas ousadas e corajosas,que navegam na contramão da opressão, das injustiças sociais, dos abusos de poder em favor da vida.
    É essa certeza que nos faz feliz e nos aquece o ânimo e a coragem de lutar e continuar lutando por uma sociedade mais justa e igualitária.
    abraços revolucionários
    Lourdinha

    Comentario de Maria de Lourdes Vieira Silva — enero 21, 2013 @ 12:57 pm

RSS para comentarios de este artículo. TrackBack URL

Deja un comentario

Notas Importantes: Este sitio web es de la Comisión Sexta del EZLN. Esta sección de Comentarios está reservada para los Adherentes Registrados y Simpatizantes de la Sexta Declaración de la Selva Lacandona. Cualquier otra comunicación deberá hacerse llegar por correo electrónico. Para evitar mensajes insultantes, spam, propaganda, ataques con virus, sus mensajes no se publican inmediatamente. Cualquier mensaje que contenga alguna de las categorías anteriores será borrado sin previo aviso. Tod@s aquellos que no estén de acuerdo con la Sexta o la Comisión Sexta del EZLN, tienen la libertad de escribir sus comentarios en contra en cualquier otro lugar del ciberespacio.


Archivo Histórico

1993     1994     1995     1996
1997     1998     1999
2000     2001     2002     2003
2004     2005     2006
2007     2008     2009     2010
2011     2012     2013
2014     2015     2016     2017

Comunicados de las JBG Construyendo la autonomía Comunicados del CCRI-CG del EZLN Denuncias Actividades Caminando En el Mundo Red nacional contra la represión y por la solidaridad